sobre a 

MAKER MATE 

Sediada na cidade de Curitiba, a Maker Mate tem como objetivo fornecer uma solução completa e diferente dos padrões tradicionais no ramo de materiais didáticos. Por não trabalhar com livros didáticos, o material contém atividades concretas baseadas em projetos  temáticos de interesse das crianças garantindo um aprendizado efetivo e duradouro. 

 

A metodologia foi amplamente testada e revisada por professores com expertise no ramo do bilinguismo, além de ser complementada com atividades maker projetadas por profissionais do ramo das ciências, matemática, engenharia e tecnologia.

Pilares maker mate

Ícone de foguete

missão

Produzir materiais didáticos para educação infantil e fundamental 1 para aprendizagem de inglês através de conceitos MAKER no contraturno escolar.

Ícone de homem olhando na luneta

visão

Pretendemos ser a solução pedagógica de ensino BILÍNGUE e MAKER para escolas que oferecem ensino integral .

Ícone de mão selecionando dois botões

Valores

Somos norteados pela qualidade dos nossos serviços e pela ética.

Construir objetos com utilização de ferramentas manuais como martelos, furadeiras, serras, lixadeiras e de ferramentas digitais como impressora 3D, montar circuitos eletrônicos com baterias, motores e leds, encantam as crianças. São vários os nomes utilizados para definir tais atividades: robótica educacional, maker, mão-na-massa, tinkering, DIY (do-it-yourself) etc. 

Com as atividades Maker os educandos são convidados a construir conhecimentos baseados na experimentação e criatividade, sem seguir instruções prévias. Desta forma, a prática Maker estimula a curiosidade e o espírito investigativo dos envolvidos nas atividades. Esse tipo de enfoque prepara os alunos para a resolução de problemas desenvolvendo habilidades como autonomia e liderança.

 

As atividades promovem o trabalho em equipe, o planejamento, a cooperação, o diálogo, a pesquisa e a tomada de decisões. Por ser um aprendizado multidisciplinar (STEAM) e interdisciplinar, busca suporte em outras disciplinas e serve de apoio.

STEAM - Science, Technology, Engineering, Arts and Mathematics é uma metodologia integrada e baseada em projetos que aproxima no desenvolvimento de um projeto. Através da aplicação do STEAM, os alunos vivem na prática o pensamento científico, colocam a mão na massa e aprendem fazendo. Trabalham em equipe na resolução de problemas de uma forma reflexiva e criativa. O aluno tem a oportunidade de aprender de forma dinâmica e autônoma ao construir protótipos e criar.

Criança brincando com um avião de papelão

movimento maker

O Movimento Maker, também chamado de cultura maker ou mão na massa é um princípio educacional que resgata a cultura de fazer com as próprias mãos.

Atividades maker melhoram o pensamento crítico e habilidades de resolução de problemas. A cultura do “faça você mesmo”, é um instrumento valioso em qualquer área do conhecimento e coloca o aluno no centro do aprendizado. Qualquer atividade pode ser maker: robótica, programação, eletrônica, impressora 3D, pintura, marcenaria e o que mais for necessário fazer. Incentiva o uso de materiais como, sucata, materiais elétricos e eletrônicos, diversos tipos de jogos de montar, Lego e o uso de ferramentas reais aplicadas. Os alunos precisam de espaço para tentar e errar, tentar de novo até acertar. Falhar faz parte desse processo e o torna significativo, produz alunos mais criativos e capazes de resolver problemas. O erro é oportunidade para novas descobertas. Não há foco em produtos finalizados, mas no processo e no fazer.

Nosso “espaço maker” é a nossa sala de aula com cara de oficina. O local foi organizado de forma que mesas coletivas fiquem em seu centro e que os recursos como ferramentas, máquinas e materiais estejam expostos. Contudo, as aulas não ficam restritas à sala de aula. Utilizamos o laboratório de informática e outros espaços livres para pesquisar, estudar, experimentar, aprender, fazer, construir, refazer, criar, desenvolver projetos, montar estruturas, testar mecanismos e criações.

Disponibilizamos e utilizamos ferramentas simples como chaves de fenda, alicates, furadeiras, serrotes e martelos, madeira e diversos materiais de uso em oficinas, como fita métrica, régua e metro, cola quente, ferro de solda, solda, tesouras, estiletes, fita isolante, lanternas e espelhos.

Temos materiais elétricos e eletrônicos como fios, suporte de baterias e ou de pilhas, motores de 6v e 3v. Muitos desses materiais foram reciclados de brinquedos, aparelhos elétricos e eletrônicos descartados. Usando também (papelão, potes, isopor, madeira, latas, plásticos, embalagens, etc.). Quando necessário, utilizamos equipamentos de proteção (EPI) como luvas, óculos e máscaras. Tudo sempre com orientação do professor.

Fundamentação Teórica do Ensino Bilíngue

Azul MakerMate-03.png

Seja uma escola

parceira

Conheça as vantagens de 

ser uma escola parceira.

Conheça as vantagens de 

ser uma escola parceira.

Seja uma escola

parceira

Fundo rosa-02.png

atendimento via 

whatsapp

Será um prazer conversar

com você!

Será um prazer conversar

com você!

atendimento via 

whatsapp

Afinal, o que é ser bilíngue? Entendemos que o sujeito bilíngue é aquele que tem capacidade para se comunicar com clareza em duas línguas, dominando as habilidades de fala, escrita, escuta, leitura e compreensão com eficiência. 

As tendências mundiais de globalização e internacionalização provocaram uma busca crescente por escolas que capacitem as crianças na aquisição de uma segunda língua, normalmente o Inglês. Se antes a maioria das famílias que buscavam escolas bilíngues ou internacionais eram as de estrangeiros com moradia temporária em diversos países, hoje não é mais esse o único cenário. Observamos que a preocupação dos pais com o futuro de seus filhos, especialmente em relação ao aspecto profissional e acadêmico, os motivam a procurar escolas que promovam o ensino do Inglês da forma mais eficiente possível. 

E qual é a forma mais eficiente? A partir de que idade a criança aprende a segunda língua? Estudos indicam que a faixa etária entre 6 meses e 4 anos é marcada por uma janela de aprendizado na qual são formados os circuitos cerebrais responsáveis pela linguagem. A criança que é exposta a um ambiente bilíngue desde cedo, possui uma vantagem notável na aquisição da segunda língua, pois esse processo acontece com maior facilidade e de maneira mais natural. As habilidades de identificação e distinção de fonemas semelhantes, de compreensão de estrutura linguística dos dois idiomas são mais aguçadas. 

Além disso, os benefícios do bilinguismo precoce envolvem mais do que a proficiência no segundo idioma. Estudo indicam que crianças bilíngues possuem vantagens em relação às monolíngues na realização de tarefas relacionadas às funções executivas, como atenção, concentração, resolução de problemas, identificação de padrões lógicos, entre outros.

A Maker Mate acredita que o ensino deve acontecer por meio de experiências concretas e significativas